Now Playing Tracks

Quando digo às pessoas que a sensibilidade ao glúten representa a maior e mais subestimada ameaça a saúde humana, a resposta que ouço é mais ou menos a mesma: “Você está brincando. Nem todo mundo é intolerante ao glúten. Tirando, claro, quem sofre de doença celíaa”. E quando lembro que todos os estudos recentes apontam que o veneno do glúten está provocando não apenas demência, mas epilepsia, dores de cabeça, depressão, esquizofrenia, TDAH, e até redução na libido, costuma prevalecer o mesmo discurso: “Não entendo o que você quer dizer”. Dizem isso por que tudo o que grande parte das pessoas sabe sobre o glúten diz respeito à saúde intestinal, e não ao bem-estar neurológico.

Dr. David Perlmutter no livro A Dieta da Mente.

Muito Além do Peso. Em 2008, o documentário Criança, a alma do negócio alertou para o resultado devastador dos apelos de mercado voltados ao público infantil e propôs uma reflexão sobre questões como ética e responsabilidade de cada ator social na proteção da criança frente às relações de consumo. Muito Além do Peso mergulha no tema da obesidade infantil ao discutir por que 33% das crianças brasileiras pesam mais do que deviam. As respostas envolvem a indústria, a publicidade, o governo e a sociedade de modo geral. Com histórias reais e alarmantes, o filme promove uma discussão sobre a obesidade infantil no Brasil e no mundo.

Fonte: Muito Além do Peso

Mais peso, menos machucados

Por Alberto “Montanha” Sarly

No último sábado dia 01/02 estive em Pernambuco para participar do 1° Workshop de Strongman com o gigante atleta Marcos Ferrari, e pude perceber o quanto a força é supreendente.

Farmer’s Walk, pedras naturais, Yoke… Tudo isso exige bastante do corpo humano, principalmente quando feito em sequência e contra o relógio.

Transportar cargas pesadas não só faz parte da vida e do trabalho da grande maioria das pessoas, mas é uma coisa muito legal de se fazer. Um dos pontos que prende minha atenção é a capacidade de adaptação que o corpo humano apresenta, sempre se recuperando para o próximo momento em que precisaremos dele, só que em algum ponto do caminho podemos errar e é aí que vem as lesões. Se no seu trabalho você precisa fazer força regularmente e se machucou, pode ter certeza que você tem um problema, ou então se você confiar em sua capacidade de levantar coisas pesadas como uma questão de vida ou morte então é melhor estar muito bem preparado!

Quais as causas das lesões? Existem alguns tipos de lesão que por mais que você tente será quase impossível evitá-las, mas para todo o resto existem soluções inteligentes que podem te livrar de passar muito tempo de molho se recuperando.

Os dois tipos mais comuns de lesões são:

Lesões traumáticas - São lesões que acontecem em uma fração de segundos e resultam em dor imediata. Podem ser causadas por contato ou sobrecarga excessiva durante o esporte e trabalho. Hematomas, fraturas, entorses e luxações são os exemplos mais comuns de resultados desse tipo de lesão.

Lesões por uso excessivo - São lesões que podem ocorrer ao longo de um período de tempo, como resultado de sobrecargas excessivas ao corpo durante um longo período de tempo ou por tempo insuficiente para a recuperação. Tensões musculares (pontos gatilhos), dores lombares, nos joelhos e ombros são exemplos comuns desse tipo de lesão.

Como prevenir lesões quando se treina com altas cargas?

A maneira mais segura de transportar uma carga pesada é preparar-se adequadamente para isso. Esta preparação deve ser planejada sobre um tripé composto por:

1 - Programa de Força: deve possuir foco na melhora de suas habilidades a curto e longo prazo, permitindo a formação de uma base sólida e eficaz para o levantamento de cargas pesada.

2 - Programa Treinamento Específico: será o planejamento do que treinar, quando treinar e como treinar, visando a mais segura forma de se levantar coisas pesadas. As técnicas vão desde como segurar a barra ou uma pedra grande, passando pela retiradas do chão, transporte e o particionamento do aprendizado do movimento, e incluindo o número de repetições e séries (ou tempo) para cada movimento.

3 - Programa de Recuperação: ele deve ter como base fundamental a capacidade de recuperação, garantindo que a recuperação aconteça de forma otimizada, permitndo assim a manutenção do desempenho. Sem respeitar esse fator uma hora ou outra o desgaste excessivo cobrará seu preço através de uma lesão.

Mantenham-se fortes, tenham um bom foco no treinamento e vamos levantar pedras, troncos, barras de ferro juntos!

É legal demais uma coisa dessas, uma batalha épica entre um Powerlifter, um Weightlifter, um Strongman e um Bodybuilder.

Patrik, Strongman: Int. German Junior Champion Bodybuilding 1999 Germany’s Strongest Man 2011 World-records in: Loglift, Keglift, Yoke-Walk

Robert, Weightlifter: Multiple German Champion, placed 9th @European Championships 2013, placed 11th @World Championships 2013 all up to 69 KG - class

Dorian, Bodybuilder: 2xGerman Champion, World Championship - Finals, 4th @Frey Classic

Thomas, Powerlifter: Multiple Bench Press State Champion, Powerlifting State Champion, won an insignificant tug war battle @ basic military service - he insisted on this

Quem ganhou?
To Tumblr, Love Pixel Union